12 Características de um empreendedor de sucesso

Você teve uma ótima ideia de negócio? Você até mesmo criou um plano de negócios bem elaborado e detalhado? Parece que você está simplesmente fadado ao sucesso!

Mas antes de conquistar novos patamares, é preciso entender que para a implementação de uma boa ideia na vida, o mais importante são as pessoas que estarão engajadas em sua implementação. Em outras palavras, o sucesso do seu negócio depende muito de você.

Hoje, ser empresário não está apenas na moda, é bastante comum. Todo mundo busca abrir seu próprio negócio, sem nem mesmo pensar nas qualidades que uma pessoa deve ter para ter sucesso no próprio negócio.

É por isso que nove em cada dez pessoas se cansam com essas tentativas. Além disso, alguns estudiosos acreditam que apenas 8% da população do país é capaz de administrar um negócio de sucesso.

Veja, a seguir, quais características de um empreendedor o ajudam a sobreviver em seu setor de mercado.

12 Características de um empreendedor de sucesso

Em geral, é extremamente difícil ter uma ideia clara do que deve ser um empresário, uma vez que diferentes áreas de atividade implicam uma abordagem diferente para fazer negócios. Às vezes, algumas qualidades podem fazer um bom trabalho e, em outros casos, podem ter um resultado completamente oposto.

Algumas características pessoais não são adquiridas geneticamente, elas são desenvolvidas por uma pessoa no processo de atividade empreendedora, em muitos aspectos são determinadas pela personalidade do indivíduo, suas aspirações e o ambiente empresarial.

características de um empreendedor individual

Você está pronto para fazer parte da lista de líderes mundiais? Descubra as características de um empreendedor de sucesso logo abaixo:

1 – Determinação

Mesmo uma equipe pequena precisa de alguém para assumir o papel de liderança.

Os proprietários de empresas precisam ser capazes de mostrar que podem assumir a responsabilidade por decisões difíceis. Ouvir conselhos e estar disposto a ouvir as opiniões dos outros é muito importante, mas no final, a decisão será sua.

2 – Criatividade

No mundo dos negócios, os sonhadores não são ingênuos. Eles são capazes de inventar coisas novas e pensar fora da caixa, encontrar uma solução onde as pessoas comuns não a procurariam.

A capacidade de reconhecer intuitivamente uma ideia potencialmente bem-sucedida é mais importante nos negócios do que qualquer outra coisa: uma boa ideia e uma abordagem não convencional, bem embalada e apresentada corretamente, é a chave para o sucesso.

3 – Coragem

Mesmo para começar a planejar o seu próprio negócio, você já precisa ser um pouco aventureiro. Se você não estiver disposto a correr riscos, muitas oportunidades de crescimento e desenvolvimento de sua empresa passarão por você. Mas não confunda ousadia com imprudência.

O dono da empresa deve pensar em tudo nos mínimos detalhes e ser capaz de calcular os riscos. Hoje, há uma competição acirrada em quase todas as áreas. Para sobreviver nele é importante saber correr riscos, mas antes de tudo, ser razoável.

4 – Amor pelo trabalho

Se seus olhos não ardem só de pensar no que você está fazendo, não espere ser capaz de estimular outras pessoas com sua ideia. Fazer negócios é um negócio complexo, e a única coisa que o impedirá de desistir e esquecer seu objetivo final é o seu próprio entusiasmo.

5 – Engenhosidade

Como regra, nada na vida acontece exatamente de acordo com o planejado. Portanto, a capacidade de reagir rapidamente e tomar decisões em situações imprevistas é vital para o funcionamento de um negócio.

Não pense que você pode prever tudo e esteja preparado para improvisar quando necessário.

6 – Honestidade

Seja honesto com seus clientes, parceiros, funcionários e qualquer pessoa com quem você trabalhe e, o mais importante, seja honesto consigo mesmo. Não estabeleça metas e prazos que você não possa cumprir, e não venda um produto que você não tem.

A melhor estratégia de marketing e branding é descobrir o que sua empresa realmente tem a oferecer e, então, entregá-lo da melhor forma.

7 – Sociabilidade

Você não precisa ser um palestrante profissional ou o melhor amigo de todos, mas precisa ser capaz de se comunicar com as pessoas.

Características de um empreendedor de sucesso

Na hora de administrar o seu negócio, você terá que se encontrar com um grande número de pessoas e, claro, é melhor que o considerem um profissional e uma pessoa de fácil contato.

8 – Auto-dedicação

Você não pode fazer as coisas pela metade. Você deve estar disposto a dedicar a maior parte de seu tempo e esforço às responsabilidades do dia a dia.

Tente alocar seu tempo de forma que seja suficiente tanto para o trabalho quanto para a vida pessoal, e certifique-se de concluir as tarefas que definiu para o dia, a semana ou o mês.

9 – Antecipação

Se você tem seu próprio negócio, não pode mais se dar ao luxo de viver um dia. Pelo menos no nível subconsciente, você deve planejar e preparar tudo com antecedência.

Como jogador de xadrez, você deve considerar suas ações vários movimentos à frente.

10 – Flexibilidade

Depois de já ter discutido e preparado tudo, você terá que olhar criticamente o trabalho realizado e mostrar um pragmatismo saudável. O comprometimento com um plano inicial que não se ajusta à situação atual provavelmente não beneficiará sua empresa.

Ao se comunicar com clientes, empreiteiros, potenciais parceiros, etc. a flexibilidade é muito mais valorizada do que a teimosia e o desejo de provar que está certo.

11 – Organização

A organização é uma qualidade fundamental não só para os negócios. Você não pode alcançar muito sem autodisciplina e organização.

12 – Independência

Independência nas decisões, a capacidade de encontrar maneiras de concluir a tarefa sozinho, de assumir a responsabilidade a tempo.

Em primeiro lugar, um empresário precisa de confiança em si mesmo e em suas habilidades.

Quem não acredita na própria força não consegue concluir a matéria em nenhuma área, não só no empreendedorismo. É verdade que é preciso estar atento para que essa qualidade não se transforme em autoconfiança, que não se torne a base para a própria reavaliação, o que é desastroso para o empresário.

Esses medos são minimizados se ele olhar de forma realista para si mesmo e para a realidade circundante, o que requer uma avaliação especializada equilibrada de suas ideias.